Com Edinho, cena cultural ressurge em Araraquara - Edinho Silva
Seta topo ações contra a covid-19
Mapa de obras

Com Edinho, cena cultural ressurge em Araraquara

Com a pandemia do coronavírus que afetou o mundo nos últimos meses, um dos setores que mais sofreram economicamente foi o de eventos culturais, onde os artistas viram suas fontes de renda se esgotarem por conta do isolamento social. Preocupada com os profissionais desse setor, a Prefeitura lançou o ‘Cultura em Rede’, programa já beneficiou 95 artistas, que se apresentam em lives ou em vídeos gravados que são exibidos no canal da Prefeitura de Araraquara no Youtube. Além disso, o Município realiza atualmente um cadastramento de artistas e espaços culturais, visando estabelecer ajuda por meio da Lei Aldir Blanc.

E não é apenas em momentos emergenciais que o prefeito Edinho Silva valoriza a cultura. A atual gestão municipal tem mostrado que é possível cuidar da saúde, educação, segurança e manutenção da cidade, e ao mesmo tempo promover diversão para o povo. E opções de cultura e entretenimento não faltam no Município, que oferece um calendário cultural gratuito que abrange todas as linguagens artísticas. Além das iniciativas que vêm se tornando tradicionais na cidade, Edinho também conseguiu resgatar verdadeiros símbolos culturais de Araraquara, como a Facira e o Carnaval de Rua. Confira a seguir as principais ações do governo municipal em pról da cultura.

Volta da Facira – Em 2017, o prefeito Edinho anunciou o retorno de um dos eventos mais tradicionais de Araraquara, a Facira (Feira Agrocomercial e Industrial de Araraquara), que ficou cinco anos sem ser realizada. Seu retorno foi anunciado no ano em que Araraquara completou seu bicentenário. Além de ser uma grande oportunidade para os empresários divulgarem e fortalecerem a sua marca, a Facira conta com uma ampla programação musical, praça de alimentação, parque de diversões e atividades culturais. Além disso, o caráter social é sua principal marca, já que parte da renda obtida com a comercialização dos estandes é destinada ao Fundo Social de Solidariedade, que repassa para entidades assistenciais.

Volta do Carnaval de Rua – Em 2020, a Prefeitura de Araraquara promoveu o retorno do Carnaval de Rua e deu vida ao desfile realizado pela LESEC, a Liga das Escolas de Samba e Entidades Carnavalescas de Araraquara. Além da festa com as atividades no Centro de Eventos de Araraquara e Região (Cear), o Carnaval de Araraquara também contou com várias outras atividades em sua programação: blocos carnavalescos nas ruas, Trio Elétrico na Bento, Carnaval no Pinheirinho, em Bueno de Andrada, nos assentamentos rurais e nos ‘Territórios’, que são os bairros mais vulneráveis que integram o programa municipal ‘Territórios em Rede’. A programação do Carnaval de Araraquara reúne aproximadamente 18 mil pessoas.

Território da Arte – Trata-se de uma mostra de artes visuais realizada anualmente que apresenta exposições de artistas convidados, selecionados e homenageados, além de encontros, oficinas, seminários e círculos de debates. Marcada pela abrangência de diversas linguagens artísticas, costuma envolver um público de 5 mil pessoas na Casa da Cultura, Palacete das Rosas e Teatro Municipal. Em 2020, com a pandemia do Covid-19, o programa se reinventou e passou a contar com formato digital.

Oficinas Culturais – Um dos principais projetos sociais da Secretaria Municipal da Cultura, as Oficinas Culturais Municipais buscam a formação cidadã por meio da arte em suas diversificadas linguagens, com ações descentralizadas pelas regiões de Araraquara. Implantadas em 2001, durante o primeiro mandato do prefeito Edinho, as Oficinas Culturais têm o propósito de incentivar o acesso da população a programas socioculturais, visando à democratização da cultura. O programa chega hoje a mais de 20 pontos da cidade. Somente em 2018, o programa reuniu mais de 2 mil alunos nas oficinas de teatro, dança contemporânea, balé, breaking, capoeira, dança de salão, violão, canto e caricatura, entre outras.

Conselho Municipal de Cultura – Trata-se de um instrumento para uma gestão cultural democrática, que tem como finalidade a formulação de políticas públicas, com a participação autônoma e organizada dos segmentos da sociedade integrantes da ação cultural do município, com a ideia de implementar ações destinadas ao fortalecimento das atividades culturais da cidade. O Conselho é composto por representantes da sociedade civil e do poder público, com mandato de dois anos.

Aniversário de Araraquara – No mês de aniversário de Araraquara, são oferecidas inúmeras atrações para comemorar mais um ano de fundação da cidade, com eventos que atraem aproximadamente 25 mil pessoas. No dia 22 de Agosto acontece o desfile com a participação de escolas, entidades, polícia, bandas e muito mais. Acontecem também shows com artistas famosos, que incluem bandas de rock, artistas sertanejos, do pagode e da MPB.

Festa do Trabalhador – Realizada no dia 1º de maio, leva lazer gratuito e de qualidade para as famílias araraquarenses na Praça Scalamandré Sobrinho, em frente à Arena da Fonte, onde são oferecidos shows de diversos estilos musicais, atividades culturais e esportivas, gincana, brinquedos (como cama elástica e tobogã), pipoca e algodão doce para as crianças.

Semana Luís Antonio Martinez Corrêa – Com mais de três décadas de tradição, a Semana Luís Antonio Martinez Corrêa é o evento mais aguardado pelos amantes do teatro. Oferece ao público uma extensa programação cênica gratuita com espetáculos teatrais, cenas curtas e exposição fotográfica que atraem cerca de 10 mil pessoas em diversos pontos da cidade.

Araraquara Rock – É realizado durante quatro dias todo mês de julho, quando é celebrado o Dia Nacional do Rock, e é um dos principais festivais de música do país voltados ao cenário independente, além de ser ferramenta fundamental de difusão cultural na cidade.

Artenatal – O festival segue tendo como principais focos a solidariedade e a promoção da cena musical independente. A entrada é um brinquedo em bom estado, que é doado a entidades filantrópicas e ajuda a alegrar o Natal de crianças carentes.

Volta da Seresta a Caminho do Sol – Trata-se de outro evento tradicional que acontece desde 1976, sempre na véspera do feriado de aniversário de Araraquara, na noite do dia 21 de agosto. A Seresta costuma reunir nomes locais com grupos de renome nacional, oferecendo música de qualidade e apresentações gratuitas à população.

Festival de Música Autoral de Araraquara (FEMA) – É um projeto realizado para expor novos talentos da cidade de Araraquara e de todo território brasileiro, a fim de abrir espaço para nossos valores culturais.

Festival Internacional de Dança – Além de ter se tornado internacional em 2017, o festival criou uma rede qualificada e atualizada de grupos de estudos. O evento conta uma programação intensa e gratuita, composta por atividades variadas, espetáculos, mini-residências, mini-curso para docentes, oficinas, encontro aberto, programação infantil e uma confraternização. Em sua última edição, reuniu 3.711 pessoas.

Choro das Águas – Projeto semanal que reúne aproximadamente 2 mil pessoas por mês e proporciona atividades de cultura e lazer a toda comunidade araraquarense, abrindo espaço para que os artistas da cidade mostrem seu trabalho ao público. As apresentações são realizadas aos domingos na Praça do DAAE, onde são apresentadas atrações diferentes, contemplando atividades infantis e apresentações musicais. A mesma praça recebe a Feira das Águas, que reúne artesãos, artistas e produtores de alimentação artesanal.

Encenação da Paixão de Cristo – Espetáculo teatral que retrata a vida, a morte e a ressurreição de Jesus Cristo, cujos atores são voluntários e fazem parte da comunidade, com mais de 250 pessoas envolvidas. Os alimentos arrecadados são distribuídos para as entidades filantrópicas da cidade.

Semana do Sapateado – Realizada desde 2000, a Semana do Sapateado celebra o Dia Internacional do Sapateado, que ocorre no dia 25 de maio. A programação gratuita apresenta espetáculo, workshop, aula aberta e sessão de cinema.

Dia do Artista Plástico – Comemorado no dia 8 de maio, o evento reúne, os artistas produzem suas obras na praça em frente à Casa da Cultura. A ideia é realizar uma grande confraternização e que, tanto sua arte como seu processo criativo, sejam revelados aos transeuntes do Centro da cidade.

Momento Mulher – O evento anual que já é tradição em Araraquara é marcado pela oferta de um grande número de serviços e atividades de forma gratuita para a população. O Momento Mulher é dedicado aos debates em torno da construção dos direitos que garantam igualdade e justiça dentro da sociedade.

Bienal Internacional da Gravura Lívio Abramo – Oferece exposições de artistas de diversos países e reúnem cartazes por meio de serigrafia e a técnica de xilogravura. Além de contar com oficinas artísticas, o público pode apreciar também obras do araraquarense Lívio Abramo, pertencentes ao acervo da Pinacoteca Mario Ybarra de Almeida.

Oficina de formação gratuita – É destinada àqueles que tenham interesse em participar do programa Pontos de Cultura, que oferece incentivo financeiro e kits de audiovisual e música a grupos, coletivos e entidades de natureza ou finalidade cultural.

Núcleo de Formação da Casa da Cultura – Contempla projetos nas áreas de música, audiovisual, dança, literatura, artes plásticas, artesanato, circo, teatro e linguagens contemporâneas, em cursos que visam a formação artística, cidadã e cultural dos alunos; a democratização na utilização dos espaços públicos e o estímulo ao conhecimento sobre cidadania e inclusão social.

Parque Vivo – Projeto criado por meio da iniciativa popular em 2019 e que apresenta atividades semanalmente no Parque do Botânico. O projeto é formado por um grupo de voluntários, moradores de Araraquara, motivados em ocupar de forma útil e positiva os espaços verdes da cidade, tornando-os locais mais convidativos, dinâmicos e familiares.

Feira da Lua e Feira do Pôr do Sol– Com cerca de 40 expositores de produtos artesanais e som ambiente, as feiras contam com estandes montados na Praça das Bandeiras e têm o objetivo de dar visibilidade aos artesãos e fomentar a economia criativa em Araraquara.

Dia da Consciência Negra – Marca a luta contra o preconceito racial, contra a inferioridade da classe perante a sociedade. O evento está inserido no calendário de oficial do município e sua programação reúne aproximadamente 5 mil pessoas.

Dia do Brincar – Evento que atrais mais de 10 mil pessoas no Parque Infantil, onde são oferecidos oficinas de artesanato, pintura, música, dança e desenho. As crianças também podem aproveitar as brincadeiras de amarelinha, jogo da velha, pula cordas, cama elástica, carrinhos de rolimãs, entre outras.

Projeto Domingo no Parque – Realizado mensalmente no Parque Pinheirinho, o projeto bre espaço para que os artistas da cidade mostrem seu trabalho ao público. Ao mesmo tempo, o projeto busca ampliar as atividades culturais no Parque, tornando mais agradável e diversificada as opções de lazer nesse espaço público repleto de beleza natural por sua vegetação, além do acesso às piscinas e sua represa.

Encontro de Carros Antigos – Os Intocáveis – O evento anual com mais de 18 edições é organizado pelo grupo Os Intocáveis e apoiado pelaPrefeitura. Programa garantido para os fanáticos por ‘velharias’, é realizado no CEAR Centro de Eventos de Araraquara e reúne 250 veículos, entre lambretas, caminhonetes, além de um espaço especial para os requisitados Riley e o Cadillac. A programação também conta com área de alimentação e brinquedos para as crianças.

Baile do Carmo – Com mais de 130 anos de história, surgiu da festa em louvor a Nossa Senhora do Carmo, ainda no ano de 1887, como uma manifestação de resistência da comunidade negra da cidade ao preconceito e à descriminação. É o mais antigo evento da Comunidade Negra do Brasil, sendo considerado como patrimônio cultural do povo brasileiro.

Tanabata Matsuri – Encontro Com As Estrelas – O evento anual, que costuma atrair cerca de 20 mil pessoas, é realizado pela comunidade nipônica da cidade e sua programação traz apresentações de música, danças e grupos de taikô (percussão típica japonesa).

Música na Estação – Evento que acontece na antiga Estação Ferroviária, onde hoje está sediado o Museu Ferroviário Francisco Aureliano de Araújo. Reúne artistas locais que lutam por seu espaço na cena musical, buscando a visibilidade destes. O evento visa debater a influência da cultura jovem no combate às violências do dia-a-dia.

Interação com Portugal – No ano passado, o prefeito Edinho extreitou a proximidade com a cidade portuguesa de Torres Vedras em uma relação que permitiu criar entre as duas localidades uma forte interação na economia. Assim, Araraquara foi lá participar da Festa de São Pedro e depois Torres Vedras desembarcou em nossa cidade com seus produtos, concentrados em queijos, vinhos, azeites e azeitonas. Foi uma atração à parte.

Clube de Leitura 6.0 – É um projeto que implanta clubes de leitura digital exclusivamente para pessoas acima de 60 anos e que está em funcionamento em Araraquara desde o último fevereiro. Agora, devido à pandemia do Covid-19, foi lançada a “Quarentena Literária”, que reinventou o projeto com o Clube de Leitura Virtual, onde os participantes têm a oportunidade de entrar em contato com e-books e livros-áudios e, cada 15 dias, participar de uma live para interagir e comentar sobre a história lida.

Virada Cultural Paulista – Projeto idealizado pelo Governo do Estado de São Paulo que promove o lazer e cultura através de 24 horas apresentações. Os eventos ocorrem em diversos espaços públicos e, além das apresentações voltadas para o público adulto, conta também com atividades programadas para as crianças, denominada ‘Viradinha Cultural’. Em Araraquara, a Virada Cultural costuma reunir um público aproximado de 120 mil pessoas na Praça Scalamandré Sobrinho, Teatro Municipal, Casa da Cultura, Palacete das Rosas, SESC e Teatro Wallace.

WhatsApp Edinho Prefeito