Ações de Edinho fortalecem a educação de Araraquara - Edinho Silva
Seta topo ações contra a covid-19
MAPA DE OBRAS

Ações de Edinho fortalecem a educação de Araraquara

A Rede Municipal de Educação atende hoje aproximadamente 20,3 mil alunos, que integram a educação infantil e ensino fundamental, além da Educação de Jovens e Adultos (EJA), Educação Integral em Centros de Educação e Escola Municipal de Dança Iracema Nogueira. E com o pensamento de construir uma Araraquara cada vez melhor por meio da Educação, o prefeito Edinho Silva vem colocando em prática diversas ações que visam melhorar a estrutura física das escolas e também promover iniciativas e programas que fortalecem o aprendizado e melhoram as condições de trabalho dos professores. Confira:

Cuidados com os CERs – O município de Araraquara conta com 43 escolas públicas de educação infantil denominadas Centros de Educação e Recreação (CERs) e 20 escolas privadas que compõem o sistema municipal de educação. Elas oferecem a primeira etapa da educação básica a crianças de 0 a 5 anos de idade no período diurno, em jornada integral ou parcial. A Prefeitura reconhece a importância desses órgãos para a cidade e investe frequentemente em melhorias. Entre as unidades que foram reformadas e ampliadas estão o CER Professora Maria Enaura Malavolta Magalhães (Vale do Sol), o CER Cyro Guedes Ramos (Santa Angelina) e o CER Honorina Comelli Lia (Jardim Imperador). Outros locais estão com obras de ampliação e reformas em andamento, entre eles o CER Leonor Mendes de Barros (Parque Infantil), o CER José Pizani (Yolanda Ópice), o CER Carmelita Garcez I (São José), o CER Rosa Bróglio Zanin (Jardim Iedda), o CER Rosa Ribeiro Stringhetti (Jardim América), o CER Álvaro Waldemar Colino (Jardim das Estações) e o CER Padre Bernardo Plate (Jardim Santa Lúcia). Também estão programadas reformas no CER Maria Pradelli Malara (Selmi Dei) e no CER Maria Alice Lia Tedde (Jardim Cruzeiro do Sul).

Atenção às EMEFs – Araraquara conta com 14 Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEFs). Dentre as escolas, três unidades escolares atendem os anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano) e 11 atendem o ensino fundamental completo (1º ao 9º ano), sendo que dessas últimas, três são Escolas do Campo. Esses locais também são alvos de cuidados especiais da gestão municipal e entre as escolas com reformas previstas estão a Emef Rafael de Medina (Jardim Eliana), Emef Luiz Roberto Salinas Fortes (Jardim Paraíso) e a Emef José Roberto Pádua de Camargo (Jardim Dom Pedro I).

Escolas do campo – Araraquara tem três Escolas do Campo, que atendem da Educação Infantil até o 9º ano do ensino fundamental. Elas são orientadas por seus respectivos projetos políticos-pedagógicos pensados com base nas especificidades da população do campo, no seu modo de ser, de produzir, de viver e de manifestar sua existência. Além de respeitarem e valorizarem os moradores, assentados e trabalhadores do campo, as escolas estão no campo, atendendo uma determinação legal de que a criança deve estudar em escola mais próxima de seu domicílio.

Educação no Valle Verde – Atendendo uma necessidade prioritária na região do Valle Verde, o prefeito Edinho construiu quatro unidades educacionais que farão toda a diferença aos moradores dos bairros que foram entregues sem equipamentos públicos. As obras, que caminham para a conclusão, envolvem uma escola de ensino fundamental e três CERs, em investimento total de R$ 11 milhões — parceria com a Caixa Econômica Federal. A escola, que fica atrás da UPA (Unidade de Pronto Atendimento), terá 12 salas de aula, quadra coberta, laboratórios, sala de informática e outros ambientes pedagógicos que devem atender de 350 a 400 alunos. As três unidades de educação infantil foram construídas na Avenida Henrique João Baptista Crisci (ao lado da UPA) e cada uma terá capacidade para cerca de 100 alunos.

Programa de Educação Integral – o Programa de Educação Integral da Prefeitura tem 2.500 crianças e adolescentes matriculados em 13 unidades. Essas escolas desenvolvem atividades complementares de qualidade e um exemplo pode ser visto na Emef Olga Ferreira Campos, no Jardim Universal, onde as turmas do 1º ao 5º ano do ensino integral, somando 60 alunos, recebem aulas de aprendizagem de Libras (Língua Brasileira de Sinais). O local integra o projeto Escola Bilíngue, ou seja, além de uma classe única para alunos com deficiência auditiva, que aprendem Matemática, Geografia, Ciências e outras matérias com uma abordagem diferenciada, nas demais salas da instituição há o ensino de Libras para estudantes ouvintes.

Atendimento especial aos alunos com autismo – O Centro de Referência Especializado no Atendimento de Pessoas com Autismo já está concluído e teve sua inauguração adiada pela pandemia. Visando atender as crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA), a sede fica no Jardim Dom Pedro I e conta com salas de atendimento multiprofissional nas áreas de psicologia, terapia ocupacional, fonoaudiologia e neurologia, contemplando consultórios para atendimento individual e em grupo, sala de reunião, recepção e banheiros. Antes mesmo dessa iniciativa, o governo Edinho já se preocupava em romper preconceitos e integrar essas crianças no processo educacional da rede pública do município. As escolas municipais, em conjunto com a Educação Especial, atendem 114 alunos com TEA; sendo 80 na educação infantil e os demais na educação fundamental. Todos estes 114 alunos frequentam salas de ensino regular e no contra turno frequentam as salas de recursos multifuncionais, onde recebem atendimento educacional especializado, desenvolvido pelos professores de educação especial.

Cuca – O Cursinho Unificado do Campus de Araraquara é oferecido gratuitamente em três unidades da cidade, em parceria com a Unesp. No total, são disponibilizadas 240 vagas para alunos de baixa renda que visam se preparar para o vestibular.

Centro da Juventude – Trata-se de uma unidade vinculada à Coordenadoria Executiva de Direitos Humanos, através da Assessoria de Políticas para a Juventude, e tem seu foco na juventude de Araraquara, com idade entre 12 e 29 anos. O espaço é promotor de ações de incentivo à cultura, ao esporte, ao convívio familiar, ao protagonismo e à formação da população jovem de nossa cidade, através de oficinas culturais, escolinhas de esportes, workshops, ciclos e palestras que podem ser encontradas na programação do espaço, semanalmente.

EJA – Programa que atende pessoas de no mínimo 15 anos de idade que já cursaram ou deixaram o Ensino Fundamental, ou aqueles que estejam fora da escola, até mesmo quem nunca a frequentou. O diferencial no EJA em Araraquara é o incentivo oferecido pela atual administração municipal, que vai além da ampliação do número de vagas e da estrutura física, com aulas de inglês, artes e educação física.

Cursos profissionalizantes gratuitos – Projeto desenvolvido no Espaço Kaparaó em parceria com a Escola Senai ‘Henrique Lupo’ através do Fundo Social de Solidariedade e da Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Econômico. São oferecidos cursos de eletricista, pedreiro assentador, fabricação de massas alimentícias, padeiro, costura de máquina reta e overloque, serralheiro em aço carbono, auxiliar de almoxarife, automação de sistemas prediais com comandos elétricos e bolos e pães naturais e integrais.

Transporte escolar gratuito – O benefício é garantido pelo Programa Municipal de Transporte Escolar, que atende estudantes da rede pública municipal (infantil e fundamental) e da rede estadual (fundamental e médio), por meio de veículos fretados, passe escolar e frota própria. O benefício atende alunos provenientes da zona rural, de local que dificulte o seu acesso à escola ou que a escola esteja localizada a mais de 2 km do local de residência em área urbana.

Escola de Governo – A Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Justiça e Cidadania, em parceria com a Unesp/Araraquara, deu início à implantação da Escola de Governo do Município de Araraquara (EGMA), cujo objetivo é viabilizar atividades e desenvolver programas e projetos para a constante qualificação e capacitação profissional dos agentes do poder público municipal e colaboradores que participam de diversos conselhos municipais. Assim serão oferecidos cursos, palestras, debates e outros eventos formativos, sempre certificados para eventual uso na progressão funcional, além de biblioteca e laboratório de gestão municipal de políticas públicas.

Ações fora da sala de aula – Entre as iniciativas que promovem atividades fora das escolas podemos destacar a Geladeiroteca, que foi instalada na praça da Fonte Luminosa pelo Daae em em parceria com a Comissão ‘OAB vai à escola’. Nela são encontrados livros de diversos gêneros e gibis, para crianças e adultos, além de contação de histórias.

Mostra Pedagógica – A Mostra Pedagógica da Educação Básica da Rede Municipal de Ensino é um evento promovido pela Secretaria Municipal da Educação, em parceria com os cursos de Pedagogia da Unesp, Univesp, Uniara e Uniesp, com o objetivo de dar visibilidade às inúmeras práticas exitosas desenvolvidas na Rede Municipal de Ensino e promover a troca de conhecimento e experiência entre professores, educadores e estudantes.

Feira ‘Ciência na Escola’ – Em uma parceria da Prefeitura Municipal com Uniara, a feira reúne trabalhos científicos de 200 alunos matriculados nas unidades municipais de ensino fundamental. Os projetos são desenvolvidos em cinco áreas de conhecimento: Ciências Exatas e da Terra; Ciências Biológicas e da Saúde; Engenharias e Ciências Agrárias; Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas, Linguística, Letras e Artes e Inovação e Empreendedorismo.

Educação complementar – Entre os trabalhos de educação complementar desenvolvidos em Araraquara está o Lar Escola Rita Maria de Jesus, na Vila Xavier, que atende atualmente 80 meninas e meninos de 6 a 12 anos, em horário inverso ao da escola. Entre as atividades desenvolvidas estão acompanhamento escolar, noções de computação, oficinas de artesanatos, artes plásticas, canto, teatro, violão e percussão, aulas de karatê, tênis de mesa, futebol, dança e capoeira, passeios educativos e recreação, entre outras.

Projeto ‘Autoria’ – Iniciativa que abrange aproximadamente 2 mil estudantes do 1º ao 5ª ano e também do 8º e 9º anos do ensino fundamental da rede pública municipal. Em parceria com o Sesc, o projeto vem apresentando ao público a diversidade da literatura e sua presença como parte do dia-a-dia.

Oficinas de Férias – Programa da Prefeitura que visa promover cultura e arte entre crianças, jovens e interessados em geral, que aproveitam uma programação realizada em seis ‘territórios’ da cidade: Território Vale Verde, no Caic Selmi Dey; Território Oitis, no CRAS Cecap; Território Cruzeiro, na Escola Waldemar Safiotti; Território Parque São Paulo, no CRAS; Território São Rafael, no CEU das Artes; e Território Hortênsias, na Escola Henrique Scabello. As atividades oferecidas são ballet, teatro, percussão/canto, violão, artesanato, dança de rua, entre outras.

Educação ambiental – Um projeto de educação ambiental tem mexido com os estudantes do Centro de Educação Ranchinho, localizado no Jardim do Bosque, próximo ao Imperador. Aproximadamente 220 crianças – oriundas de bairros da região Norte, como Selmi Dei e Vale Verde – participam das atividades que trazem conceitos e valores, os quais serão levados para toda vida.

Educação financeira – Em parceria com a Sicredi e a Maurício de Souza Produções, gibis temáticos da Turma da Mônica foram distribuídos nas escolas municipais, que também contou com apresentações teatrais com o intuito de promover mais conhecimento financeiro às crianças e aos adolescentes, com linguagem simples e acessível.

Apoio à entidades educacionais – O prefeito Edinho assinou a doação da área do Centro de Ciências de Araraquara à Unesp (Universidade Estadual Paulista). O terreno, no Jardim Santa Lúcia, era da Prefeitura e estava sendo utilizado pela universidade por meio de uma permissão de uso. Edinho também oficializou a doação de uma área no Jardim Floridiana (Vila Xavier) para a Instituição Paulista Adventista de Educação e Assistência Social implantar a segunda unidade da Escola Adventista em Araraquara, que permitirá que o número de alunos atendidos triplique de 450 para 1,2 mil. Na primeira unidade, situada do Centro, a Escola Adventista oferece 45 bolsas de 100% de desconto nas mensalidades e 70 bolsas de 50%. A expectativa é de que o número dobre com a nova escola.

Aprendizado na pandemia – Através de conteúdos digitais disponibilizados no site da Prefeitura, a Secretaria Municipal da Educação vem garantindo que os alunos matriculados na rede deem continuidade ao processo de ensino e aprendizagem em suas casas. Esta é uma das principais medidas adotadas pela Educação, visando reduzir os prejuízos da quarentena imposta pela pandemia da Covid-19 no ano letivo. Por conta do isolamento social, as aulas da rede municipal de educação estão suspensas desde o último dia 23 de março e sem data para retorno. Outra ação na pandemia é a distribuição de kits de materiais escolar e didático aos estudantes dos 43 Centros de Educação e Recreação do município e 14 escolas de ensino fundamental. O primeiro a receber foi o CER Padre Bernardo Plate, no Jardim Santa Lúcia. A iniciativa tem o objetivo de subsidiar, apoiar, fortalecer e favorecer as aprendizagens iniciadas neste ano letivo, manter os vínculos com a escola e favorecer a rotina diária dos alunos da rede municipal.

• Entrega de alimentos na pandemia – A Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal da Educação, realizou também a entrega de hortifrutigranjeiros às famílias de alunos matriculados na Rede Municipal de Ensino. Os produtos que compõem os kits foram adquiridos de pequenos produtores rurais de Araraquara, através da chamada pública vigente. Dessa forma, os alimentos que iriam para as escolas, agora por conta da suspensão das aulas, vão para a casa dos alunos.

WhatsApp Edinho Prefeito