Iniciativas de Edinho deixam Araraquara mais limpa, segura e saudável - Edinho Silva
Seta topo ações contra a covid-19
MAPA DE OBRAS

Iniciativas de Edinho deixam Araraquara mais limpa, segura e saudável

Manter a cidade limpa é uma das grandes preocupações do prefeito Edinho Silva, que vem desenvolvendo, ao longo de seu atual mandato, iniciativas para ampliar cada vez mais os serviços desse setor. Com resultados evidentes, as medidas visam tornar os bairros mais bonitos e conservados e consequentemente oferecer mais segurança e saúde para a população, já que são essas ações que ajudam, por exemplo, a conter a infestação de animais peçonhentos e também do mosquito Aedes aegypti. E a dengue é um alvo prioritário de Araraquara, que viu os números comprovarem sua evolução no combate à doença. Isso porque a cidade registrou mais de 22 mil casos de dengue no primeiro semestre do ano passado, contra 190 casos da doença no mesmo período de 2020. A meta é zerar o número de infecções na cidade e para isso, além de ser necessária a participação do povo, a Prefeitura possui várias atuações em funcionamento para promover a limpeza da cidade. Confira algumas:

Prefeitura nos Bairros – O programa, retomado pelo prefeito Edinho em 2017, tem o objetivo levar e serviços oferecidos pela Prefeitura às diversas regiões da cidade. Esses bairros recebem ações de tapa-buracos, poda de árvores, pintura de guias e sarjetas, limpeza de bocas de lobo, troca de lâmpadas queimadas, remoção e pulverização de árvores, limpeza de terrenos, retirada de entulhos e renovação da sinalização de trânsito e de nomes de ruas.

Limpeza constante de casas e quintais – Na gestão de Edinho, a Prefeitura providencia a limpeza constante de casas e quintais, incluindo imóveis abandonados ou desabitados, além de terrenos baldios. Em Araraquara são recolhidas, em média, 100 toneladas por mês de inservíveis, além de lixo e mato. Detalhe: a maior parte desses produtos inservíveis é retirada de residências habitadas.

Serviços intensificados – No mandato de Edinho, a Prefeitura conta com uma força-tarefa formada pelas equipes de limpeza que intensificam os serviços de capinação, com o corte de mato em guias e roçadas em terrenos e prédios públicos. Locais como a Via Expressa, o entorno do Gigantão e as dependências dos Cear são exemplos de pontos frequentemente limpos pela força-tarefa. A Prefeitura também realiza um trabalho simultâneo na limpeza de cada bairro. Enquanto uma das equipes atua na limpeza e retirada de inservíveis, outras equipes realizam a capinação de mato. Para se ter uma ideia da eficiência desse serviço, somente nos últimos dois meses ele passou pelo Jardim América, Jardim Uirapuru, Jardim Santa Clara, Parque Residencial São Paulo, Carmo, Santa Angelina, Vila Xavier, São José, Vila Santana, Residencial Lupo II, Jardim Maria Luiza, Jardim Imperador, Jardim Pinheiros, Vila Ferroviária, Vila Yamada, 8º Distrito Industrial, Vale do Sol e Chácara Flora. As vias públicas do município contam ainda com duas varredeiras mecanizadas, locadas pelo Daae, que recolhem cerca de 7 toneladas de sujeira diariamente.

Roçada de guias e terrenos – Os terrenos da Prefeitura representam cerca de 1.2 mil lotes de um total de 40 mil na cidade. Nesses espaços, a roçada é feita pelas equipes da Secretaria Municipal de Obras e Serviços, que atendem demandas e atuam também no programa Prefeitura dos Bairros, cuja prioridade é a zeladoria. Somente em 2019, as equipes da Prefeitura nos Bairros realizaram capina de guias em 1.854.331,20 metros lineares, além da roçada de 2.279.481,40 metros quadrados de terrenos públicos e particulares.

Limpeza de áreas de lazer – As equipes da Prefeitura percorrem diversos bairros realizando serviços de limpeza e recolhimentos de lixos em áreas públicas. Uma dessas operações ocorreu em março deste ano, quando foram atendidas as áreas do Jardim Rafaela, Yolanda Ópice, Parque Residencial São Paulo, Águas do Paiol e Jardim Imperador. Serviços de limpeza, raspagem e capina também foram realizados nas áreas de lazer do Jardim Imperial e do Valle Verde e em trechos da Rua Maria Brambilla Passos (Jardim Pinheiros) e Papa Pio X (Jardim Água Branca).

Intervenção em imóveis – A aplicação da lei municipal número 7733, que regulamenta o Instituto do Abandono, é a base jurídica para a atual gestão da Prefeitura intervir na conservação correta do imóvel e acatar as reivindicações dos vizinhos. Assim, buscando uma melhor qualidade de vida para a população, a gestão municipal, por meio da equipe própria do Centralizado Municipal e da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos, age em imóveis abandonados e recolhe lixo e entulho, além de realizar a limpeza do mato. Além das multas já aplicadas, os herdeiros de cada imóvel terão que arcar com as taxas de limpeza. Alguns dos bairros que já tiveram imóveis nessa situação foram Vila Xavier, São Geraldo, Carmo, entre outros. Em um dos casos, a Prefeitura chegou a retirar mais de 20 caminhões de inservíveis de uma residência localizada no Jardim dos Palmares.

Programa de Apoiadores no Combate à Dengue – Criado em 2019, a iniciativa do prefeito Edinho atingiu a marca de 429 pessoas trabalhando efetivamente na remoção de criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. Pessoas em situação de vulnerabilidade social e que estão cadastradas nos Cras (Centros de Referência da Assistência Social) recebem a oportunidade de um trabalho temporário. Ao todo, Araraquara tem aproximadamente 500 pessoas que atuam na limpeza e eliminação de criadouros em Araraquara diariamente.

Araraquara contra a Dengue – Instituído pelo prefeito Edinho em 2019, trata-se de um conjunto de ações estratégicas de planejamento, conscientização e execução contra a dengue. No fim do ano, também foi lançada a campanha ‘Todos juntos, todo dia, contra a dengue’, reforçando a série de estratégias, pactuadas e coordenadas intersetorialmente para o enfrentamento das arboviroses (dengue, febre chikungunya, infecção pelo zika vírus e febre amarela) e acompanhamento dos índices de infestação do Aedes aegypti. Entre as ações desses programas está a limpeza específica em regiões com índice maior de casos. Em janeiro deste ano, a região com mais casos suspeitos era a região Norte, por isso, os agentes iniciaram ações no Valle Verde e Selmi Dei III. A ideia também envolveu diversos veículos de comunicação, que se uniram à Prefeitura com o intuito de dar visibilidade ao tema, além de conscientizar e mobilizar a sociedade.

Mais bolsões de entulho – No último mês de julho, ao prefeito Edinho e o Daae entregaram para a comunidade o Ponto de Entrega de Entulhos e Volumosos (PEV) da região do Valle Verde. A unidade contribui para a preservação do meio ambiente ao incentivar o descarte correto de resíduos e evitar que esses materiais sejam despejados em terrenos ou locais próximos a rios e córregos. Com essa unidade, Araraquara possui dez PEVs em funcionamento: Jardim Santa Lúcia, Parque das Laranjeiras, Parque São Paulo, Parque Gramado, Santa Angelina, Parque Igaçaba, Jardim Roberto Selmi Dei, Jardim Victório De Santi, Jardim das Hortênsias e Residencial Valle Verde. A décima primeira unidade será inaugurada no Jardim Maria Luiza.

Criação do Ponto de Entrega da Comunidade – O Jardim das Hortênsias foi beneficiado recentemente com um Ponto de Entrega da Comunidade (PEC), um espaço para descarte de resíduos de construção e outros materiais, como sofás, colchões, armários, camas e restos de podas. O PEC é diferente dos PEVs (Pontos de Entrega de Volumosos, conhecidos como bolsões) existentes em outros bairros. No PEC, o uso é exclusivo da população do bairro, não sendo permitido o descarte por pequenos transportadores.

Trabalhos de conscientização ambiental – Apesar de todos os esforços despendidos pela Prefeitura Municipal e pelo Daae, uma parcela da população, de forma irresponsável e inconsequente, insiste em jogar todo tipo de resíduo e lixo em áreas verdes e de preservação permanente, colocando em risco à saúde da população. Por isso são realizados, de forma intensiva, trabalhos que visam conscientizar e sensibilizar a população sobre a importância da preservação dessas áreas. Um exemplo de irresponsabilidade que é combatida pela atual gestão municipal ocorreu em abril, quando foi realizada a limpeza e ações de preservação e recuperação ambiental da área verde e da área de preservação permanente do córrego da Água Branca, de onde foram retirados sofás, colchões, armários, entre outros inservíveis. No mesmo dia em que se concluiu a limpeza, os técnicos retornaram para fazer o plantio de mudas e encontraram uma grande quantidade de diversidade de resíduos.

WhatsApp Edinho Prefeito