Araraquara terá a maior integração ferroviária do Brasil, diz Edinho - Edinho Silva
Seta topo ações contra a covid-19
SCROLL

Araraquara terá a maior integração ferroviária do Brasil, diz Edinho

Na manhã desta quinta-feira (3), o prefeito Edinho Silva vistoriou as obras do posto de abastecimento de composições ferroviárias da Estação de Tutoia, da Rumo Logística. A construção da oficina de manutenção e do posto de abastecimento das composições férreas irá permitir a retirada dos trilhos da região central de Araraquara.

“É uma obra que toca muito em mim e que tem muita importância. Quando fui prefeito, em 2008, junto com o então presidente Lula, nós demos Ordem de Serviço para a execução no novo contorno ferroviário de Araraquara, que foi feito para tirar as composições que cortam o Centro da cidade. E agora, na minha volta à Prefeitura, estamos trabalhando muito e fomos diversas vezes à Brasília, para que nós pudéssemos concluir a obra”, explicou Edinho.

Parte das composições deixou de trafegar pelos antigos trilhos e já percorre o novo contorno ferroviário, por fora da área urbana (passando por Tutoia e por trás do Parque Pinheirinho e da Cooperativa Acácia). Porém, parte dos trens ainda cruza o Centro, devido à necessidade de manutenção (nas oficinas na área da Facira) e de abastecimento (na rotunda ao lado da Via Expressa). Edinho explica que, para que as composições deixem de cruzar o Centro da cidade, é necessária a construção do novo posto de abastecimento e do prédio da nova oficina, obras que serão custeadas por meio de uma contrapartida da Rumo na renovação da concessão.

“Depois de muita luta, foi formatado um modelo de negócio, que prevê que a Rumo, que renovou seu contrato de concessão, tem como contrapartida construir obras em diversas cidades em que a ferrovia corta e irá resolver problemas desses municípios. Aqui para nós, ficou como contrapartida da Rumo a construção do novo posto de abastecimento, que na verdade são três postos de abastecimento, e no futuro a nova oficina”, salientou o prefeito.

Edinho enfatizou que os três postos de abastecimento permitirão que três locomotivas possam abastecer ao mesmo tempo e assim deixem de cortar Araraquara, já que todo o abastecimento será feito em Tutoia. Segundo o prefeito, cada posto contará ainda com uma oficina, o que aumenta ainda mais o investimento na obra. “Isso significa que as locomotivas também receberão manutenção aqui. Portanto, boa parte do serviço que é feito hoje na região da Via Expressa passará a ser feito aqui. Assim, a área de manutenção localizada próximo ao Cear só receberá composições que precisem de uma manutenção de médio e longo prazo. Mas essas também sairão em breve, já que também está prevista a construção de uma nova oficina em Tutoia”, acrescentou o prefeito.

Edinho também destacou a futura reativação do ramal ferroviário de Pradópolis, o que resultará em um novo corredor para o Interior de São Paulo. “Araraquara terá a maior integração ferroviária do Brasil. Isso significa geração de emprego, geração de riqueza, distribuição de riqueza e significa que Araraquara vai recuperar sua vocação histórica de ser um grande polo ferroviário, coisa que sempre fomos, mas perdemos nas décadas de 1980 e 1990. Eu fico muito feliz por nossa cidade estar recebendo um investimento desse porte. Agradeço à Rumo por acreditar na cidade de Araraquara e acreditar no nosso município, por gerar empregos e fazer com que nossa cidade tenha mais uma âncora de desenvolvimento econômico. Portanto é uma Araraquara cada vez mais forte, cada vez mais organizada para o futuro, para nossa juventude e nossas futuras gerações”, concluiu Edinho.

Estiveram na visita o vice-prefeito Damiano Neto; a secretária de Desenvolvimento Urbano, Sálua Kairuz Poleto; o coordenador de Mobilidade Urbana e presidente da Controladoria do Transporte de Araraquara, Nilson Carneiro; e o prefeito de Santa Lúcia, Luizinho Noli (PL). Eles foram recebidos por Marcelo Rodrigues, relações governamentais da Rumo, e Ivanildo Oliveira, coordenador de obras da Rumo, além de outros funcionários da concessionária.

Renovação da Malha Paulista

Um novo contrato da concessão ferroviária da Malha Paulista foi assinado entre a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a empresa Rumo, que é a maior operadora de ferrovias do Brasil. O contrato original, que venceria em 2028, foi renovado por mais 30 anos, mediante uma série de contrapartidas que injetarão recursos privados na ampliação da capacidade de transporte, em melhorias urbanas, além de gerar empregos.

Os investimentos a serem realizados pela concessionária somam mais de R$ 6 bilhões em obras, trilhos, vagões e locomotivas e serão realizados ao longo da concessão. Além do aumento da capacidade de transporte, a concessão vai gerar investimentos em 40 municípios do estado de São Paulo e minimizar conflitos entre ferrovia e zonas urbanas. Ao todo, cerca de 5 milhões de pessoas serão beneficiadas com mais segurança viária.

WhatsApp Edinho Prefeito